Beleza é fundamental! (ou Sobre Etiqueta Corporativa)

Vamos falar sobre como se vestir no trabalho?

Não tenho nada contra looks clássicos ou roupas formais no ambiente de trabalho. Terno, tailleur, blazer, camisa social, gravatas, sapatos. Aliás, penso até que me caem bem.

Também não me incomoda ver roupas formais do outro lado da mesa, seja qual for a situação.

Apenas não é importante. E só.

Let’s talk business

Coincidentemente, nenhuma das referências fundamentais para a Husky (até aqui) se importa com roupas formais: Jason Fried, DHH e o pessoal do Basecamp; Jorge Paulo, Marcel, Beto e a escola do Banco Garantia; Paul Graham e a turma do Y Combinator.

Obviamente não estou advogando o mendigo style. Cada pessoa se vê bonita a partir da sua própria história e ponto de vista e decide como quer se vestir no trabalho.

Nosso interesse vai além da roupa, corte de cabelo ou tattoo utilizados pelos profissionais com quem trabalhamos ou fazemos negócios.

É possível fazer negócios com foco no que importa.

Não perca dinheiro, baixe o aplicativo agora!